Twitter Facebook

CUT CONTICOM > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > DIRIGENTE DA CONTICOM É ELEITO PARA DIREÇÃO DO FSC, ÓRGÃO CERTIFICADOR NA CADEIA PRODUTIVA DA MADEIRA

Dirigente da CONTICOM é eleito para direção do FSC, órgão certificador na cadeia produtiva da madeira

23/07/2019

Luiz Queiroz destaca a importância da representação sindical no Conselho de Manejo Florestal

Escrito por: Redação CONTICOM

                Desde 2018, a Confederação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores na Construção e Madeira da CUT, CONTICOM, é filiada ao FSC Brasil (Forest Stewardship Council), uma organização independente, não governamental, sem fins lucrativos, criada com objetivo de promover o manejo florestal responsável ao redor do mundo. O FSC é um dos principais órgãos certificadores de empresas cuja atividade econômica se conecta à extração e exploração da madeira.

                De 16 a 19 de julho, o vice-presidente da CONTICOM, Luiz Carlos Queiróz, participou da Semana FSC Brasil 2019, realizado na cidade de São Paulo. Na ocasião, o dirigente foi eleito no cargo de Conselheiro Fiscal da entidade e  destacou a importância da filiação e atuação da CONTICOM no Conselho de Manejo Florestal.  “O FSC está fortemente ligado à cadeia produtiva de diversos setores cujos trabalhadores são representados pela CONTICOM. Além de regras ambientais, é preciso fazer com que as empresas certificadas cumpram também a legislação trabalhista e os direitos humanos”, destacou Queiróz.

Diversas entidades compõem a Câmara Social do FSC

 

                Representando trabalhadores, a atividade contou também com a participação do presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e Madeira de Botucatu (SP), Anderson Inácio, e de vários sindicatos que atuam na representação dos empregados nas indústrias extrativas de Minas Gerais.

 

Desafios

                Para Queiróz, o grande desafio será a aprovação, no Congresso do FSC previsto para o próximo ano, de questões referentes à Cadeia de Custódia que ampliem o envolvimento de toda a cadeia produtiva da madeira, incluindo assim a maior parte dos trabalhadores e trabalhadoras representados pela CONTICOM. “A certificação de cadeia de custódia garante o rastreio desde a produção da matéria-prima que sai das florestas até chegar ao consumidor final. No caso da nossa representação sindical, a madeira oriunda das florestas nativas ou plantadas está presente em quase todos os setores e é do interesse dos trabalhadores que a certificação abranja o máximo de empresas e que elas também tenham a obrigação sobre o diálogo social com as entidades sindicais”, explica Queiroz.

                Para Marina Gurgel, Assistente de Administração e Projetos para a América Latina da ICMo FSC é um instrumento do trabalho sindical para a garantia do direito dos trabalhadores. “A ICM, junto com seus sindicatos afiliados em todo o mundo, tem lutado para que esta ferramenta seja ainda mais abrangente. Para isso é fundamental que novos sindicatos sejam membros do FSC”, declarou.

 

Toda sociedade ganha

                O cumprimento pelas empresas, das exigências de certificação do FSC é de extrema relevância para a sociedade em geral. “As regras impostas no processo certificatório do FSC promovem o crescimento e a garantia de sustentabilidade de toda a cadeia produtiva da madeira. Com isso, todos ganham: empresas, trabalhadores, a sociedade e a própria humanidade. É por isso que nossa Confederação não pode ficar de fora desse processo”, avaliou Claudio Gomes, presidente da CONTICOM.

 

Câmara Social

                O FSC conta com câmaras específicas para os debates e deliberações nas áreas econômica, ambiental e social. A CONTICOM integra a Câmara Social Internacional e Brasil. 

                Confira a relação das demais entidades que integram da Câmara Social do FSC:

Câmara Social - FSC Brasil e FSC Internacional

  • Associação Instituto Terroa
  • Associação Soenama do Povo Indígena Paíter Suruí
  • Centro dos Trabalhadores da Amazônia
  • CONTICOM - Confederação Nacional dos Sindicatos de Trabalhadores nas Indústrias da Construção e da Madeira
  • Coomflona
  • Eunice Britto
  • FAS - Fundação Amazonas Sustentável
  • Fernanda Rodrigues
  • Flavia Andrade de Britto
  • Ilaine Zimmermann
  • Marina Gurgel Neves
  • Mayte Benicio Rizek
  • Oficina Escola de Lutheria da Amazônia - OELA
  • Oscar Hernan Artaza Barrios
  • Rede Mulher Florestal
  • Sind. Trab. Ind. Const. Mob. Gov. Valadares
  • SINTICOMBTU - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Construção e Mobiliário de Botucatu
  • SINTICOMP
  • STIEML Sta Bárbara

Câmara Social - FSC Brasil

  • Cooperfloresta
  • Edson Vanda Pereira dos Santos
  • FTIEMG - Federação dos Trabalhadores nas Indústrias Extrativas do Estado de Minas Gerais
  • GTA - Grupo de Trabalho Amazônico
  • IEB - Instituto Internacional de Educação do Brasil
  • OIB - Organização dos Indios Kaiapós do Baú
  • Sind. Trab. Ind. Ext. Mad. Lenha Butiá
  • Sind. Trab. Ind. Ext. Madeira e da Lenha de Carbonita
  • Sind. Trab. Ind. Ext. Veg. Carv. Ref. e Sim. Dionísio
  • Sind.dos Trabalhadores Rurais de Telêmaco Borba
  • SINDEX / MG
  • STIEML Itamarandiba e Turmalina
  • STIMEL Bom Despacho
  • Um Teto para meu País - Brasil

Participantes da Semana FSC 2019

 

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:

CUT Nacional Ação sindical e ativismo ambiental na Amazônia Projeto Sindicalismo e Juventude
NEWSLETTER

Digite seu e-mail para receber nossos informativos


CONTICOM

Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo SP | Telefone (0xx11) 3330-3668 - Fax (0xx11) 3330 3669