Twitter Facebook

CUT CONTICOM > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > SINDICATOS DO RIO DE JANEIRO ARTICULAM PAUTA ÚNICA DE NEGOCIAÇÃO PARA CONVENÇÕES COLETIVAS

Sindicatos do Rio de Janeiro articulam pauta única de negociação para Convenções Coletivas

17/07/2018

Dirigentes articulam ampla campanha no Estado

Escrito por:

Da esq. p/ a dir.: Dejair Martins,diretor de Relações Ext. e Internas do Sind. dos Trab. da Const. Civil de Volta Redonda; Manoelzinho Vaz , pres. do Sind. dos Trab. da Const. Civil de São Gonçalo; Claudinho, pres. da Conticom; Sebastião Paulo, pres. do Sind. dos Trab. da Const. Civil de Volta Redonda; Josimar Campos - Mazinho, pres. do Sind. dos Trab. da Const. Civil de Caxias, licenciado; Paulo César Quintanilha, pres. do Sind. dos Trab. de Mont. e Manutenção Industrial de Itaboraí; Zeomar Tessaro, sec.-geral do Sind. dos Trab. da Const. Civil de Volta RedondaO Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil, Construção Pesada e Montagem Industrial de Volta Redonda e região participou dia 11, de uma reunião com presidentes e diretores de sindicatos do estado do Rio de Janeiro, na sede do Sindicato dos Trabalhadores de Montagem e Manutenção Industrial de Itaboraí. O objetivo do encontro foi tirar um encaminhamento contra as perdas de direitos que estão dificultando as campanhas salariais e o fechamento de convenções coletivas no estado.
UNIÃO - A proposta dos sindicatos é criar uma pauta única, em todo o estado, para ser negociada com os setores patronais da construção pesada e montagem industrial, que não retire cláusulas já conquistadas em convenções coletivas de trabalho anteriores. Criar data-base, piso salarial e reajuste das cláusulas econômicas únicos para toda a categoria do estado, além de promover ações contra a prática antissindical que vem sendo incentivada pelo patronato e que fragiliza os direitos dos trabalhadores.
PRESSÃO - “Estamos nos organizando para buscar o fortalecimento das negociações salariais, frente à nova realidade que está retirando vários direitos das categorias em todo estado, através da reforma trabalhista e outras mudanças feitas pelo governo nos últimos meses. Não podemos aceitar mais nenhum direito a menos”, frisou Sebastião Paulo, presidente do sindicato.
  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Saúde e Segurança DIEESE CPN NR 18 Brasil Atual Compromisso Nacional - Aperfeiçoamento das Condições de Trabalho na Indústria da Consturção
NEWSLETTER

Digite seu e-mail para receber nossos informativos


CONTICOM

Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo SP | Telefone (0xx11) 3330-3668 - Fax (0xx11) 3330 3669