Twitter Facebook

CUT CONTICOM > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > CUT DEFENDE ADIAMENTO DO ENEM EM MEIO A PANDEMIA

CUT defende adiamento do Enem em meio a pandemia

13/05/2020

Na contramão do mundo, o País extrapola o inimaginável e por meio de propaganda em horário nobre tenta justificar a manutenção da data do ENEM e o fim das ações de isolamento social

Escrito por: Redação CUT

A Secretaria Nacional de Juventude da CUT vem repudiar ato do Ministério da Educação que decidiu manter a data de realização do Exame Nacional do Ensino Médio - ENEM 2020. Sem qualquer responsabilidade com o grave momento que o Brasil e o mundo enfrentam, colocando em risco a saúde e vida da juventude brasileira.

É pela juventude do Brasil que defendemos a suspensão da data de realização da prova do ENEM - 2020 e a realização de um amplo debate envolvendo estudantes, professores, especialistas e entidades de representação dos trabalhadores, com vistas a construir um novo cronograma para a realização deste que é o maior exame de ingresso no ensino superior no País.

Na contramão do mundo, o País extrapola o inimaginável e por meio de propaganda em horário nobre tenta justificar a manutenção da data do ENEM e o fim das ações de isolamento social.

É de conhecimento geral que todas as escolas e universidades estão com atividades presenciais paralisadas por recomendação de órgãos internacionais e determinação dos estados e municípios, com vistas a preservar aquilo que temos de mais valioso, a vida!

Sabemos ainda que, ao contrário do que diz o Ministro da Educação, a juventude brasileira, em especial os filhos e filhas da classe trabalhadora, não está em igualdade de condições nesse momento tão delicado de distanciamento social.

A realização de atividades à distância não solucionou o problema da suspensão das aulas, uma vez que milhões de estudantes sequer têm acesso à internet ou outras ferramentas necessárias para acompanhar atividades virtuais. Ainda aos que têm acesso, não é menor o impacto e o baixo aproveitamento do ensino-aprendizagem à distância, visto a ausência de acompanhamento individualizado, característica própria das atividades de ensino presencial.

Não invisibilizaremos a juventude mais pobre deste País! São milhares de estudantes do campo e da cidade que estudam em escolas públicas. São milhares de jovens que sonham em conquistar uma vaga em uma universidade pública, pois vêem nela uma chance de mudar o curso da história de suas famílias. São milhares que vislumbram uma vida digna e já iniciam o caminho em desvantagem de condições.

Não é possível desconsiderar que, em meio à pandemia, famílias estão sendo abaladas vítimas de demissões em massa, redução de salários, precarização do trabalho, quando não lhes restou o desemprego ou a informalidade, levando à queda da renda e a exposição à miserabilidade e subnutrição.

Não pode este (des) governo abalar os sonhos das juventudes brasileiras. Assistimos à juventude vivendo um momento de absoluta angústia, dividida entre estudar para o ENEM e trabalhar para ajudar na renda de sua família, dada as condições de precarização em meio à crise.

Portanto, entendemos que esse não é o momento de manter as datas planejadas anteriormente para o cronograma do ENEM. É a hora de destinar nossos esforços para a construção de soluções capazes de preservar os empregos, a renda e a vida do povo brasileiro em meio à pandemia.

É hora de encontrar saídas coletivas e responsáveis para que a juventude do Brasil sofra um trauma e veja seu futuro prejudicado.

#AdiaEnem

Cristiana Paiva Gomes

Secretária Nacional de Juventude

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:

BOLETIM: MP 936 CUT Nacional Carilha Nova NR 18 CONTICOM NA LUTA CONTRA O CORONAVÍRUS Brasil Atual
NEWSLETTER

Digite seu e-mail para receber nossos informativos


CONTICOM

Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo SP | Telefone (0xx11) 3330-3668 - Fax (0xx11) 3330 3669