Twitter Facebook

CUT CONTICOM > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUE CENTRAL > TERCEIRIZADA PROÍBE TRABALHADORES DE FAZER TESTE DE COVID-19 OFERECIDO POR HOSPITAL

Terceirizada proíbe trabalhadores de fazer teste de Covid-19 oferecido por hospital

20/08/2020

Hospital Heliópolis está disponibilizando o teste, mas Apetece não autorizou os trabalhadores terceirizados a fazer alegando que se muitos testarem positivo não tem como repor o quadro

Escrito por: Redação CONTICOM

Trabalhadores e trabalhadoras da área de alimentação da empresa terceirizada Apetece foram proibidos de realizar o teste para Covid-19 disponibilizado pelo Hospital Heliópolis, que pertence a rede pública de saúde do estado de São Paulo.

A justificativa da empresa é de que não há outros trabalhadores terceirizados para repor a equipe, caso muitos testem positivo para a doença. 

“Se um pegar, ok. Mas se 10 testarem positivo, eu faço o quê? Não tem gente para repor”, afirmou a representante da empresa em uma reunião em que os trabalhadores se manifestaram sobre a questão. O Brasil de Fato teve acesso ao áudio da reunião.

O Hospital Heliópolis chegou a pedir autorização para a Apetece para testar os terceirizados, mas a solicitação foi negada.


Comunicado do Hospital Heliópolis / Acervo pessoal

Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo afirmou que não pode obrigar a empresa terceirizada a autorizar o teste em seus funcionários. Ainda disse que, de sua parte, está realizando todos os procedimentos da maneira correta para testar os funcionários. 

“É oferecida testagem a todos os profissionais que atuam no Hospital Heliópolis, incluindo terceirizados. A oportunidade está disponível a todas as empresas, sendo responsabilidade das mesmas responder ao convite. O Hospital segue todos os protocolos de segurança para profissionais e pacientes”, defendeu a pasta. 

A empresa Apetece foi procurada pelo Brasil de Fato, mas até a publicação desta reportagem não houve um retorno.

Nesta quarta-feira (19), o Brasil alcançou a marca de 111.100 mortos por covid-19, causada pelo novo coronavírus. Nas 24h anteriores, foram registradas 1.212 vítimas fatais da doença, segundo dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). Entre terça e quarta surgiram 49.298 casos de covid-19 registrados pelo país. Desde o início da pandemia o Brasil já somou 3.456.652 casos oficiais. 

Outros casos

A empresa já se envolveu anteriormente em escândalos como esse. Em 2017, servidores públicos de São Caetano (SP) reclamaram que larvas foram encontradas na alimentação servida pela Apetece. Na ocasião, a Prefeitura encerrou o contrato com a empresa. 

Também em 2017, a empresa se envolveu em um esquema de superfaturamento na venda de merendas para a Prefeitura de Campinas. Na ocasião, a Apetece teria realizado cotações até 93% mais caras do que as encontradas no mercado.

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:

BOLETIM: MP 936 CUT Nacional Carilha Nova NR 18 CONTICOM NA LUTA CONTRA O CORONAVÍRUS Brasil Atual
NEWSLETTER

Digite seu e-mail para receber nossos informativos


CONTICOM

Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo SP | Telefone (0xx11) 3330-3668 - Fax (0xx11) 3330 3669